Conceito de acidente




Jan 30, 12 Conceito de acidente

A palavra acidente tem origem no termo latim accĭdens. De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, este conceito faz referência à qualidade ou ao estado que é ocasionado em algo, sem que seja parte da sua essência ou natureza; ao acaso que altera a ordem regular das coisas; e ao acontecimento eventual ou à acção de que, involuntariamente, resultam danos para as pessoas ou as coisas.

Um acidente também é uma reacção patológica que agrava uma doença, que ocorre repentinamente e priva de sentido, de movimento ou de ambas as coisas. É o caso, por exemplo, dos acidentes vasculares cerebrais, sendo estes do foro neurológico, causados por uma lesão (hemorragia, trombose ou embolia cerebral) e que deixa sequelas.

Em termos de geografia/geologia, um acidente geográfico é uma irregularidade (ou um desnível) do terreno com elevações ou depressões bruscas, falhas ou fragosidades, por exemplo.

Na música, dá-se o nome de acidente aos sinais (sustenido, bemol ou bequadro) que indicam alteração da tonalidade de um som.

Embora tenha vários usos, a noção de acidente mais corrente é aquela que envolve um acontecimento que, provocado por uma acção violenta e inesperada ocasionada por um agente externo involuntário, resulta numa lesão corporal para a pessoa em questão.

Os acidentes com maior taxa de mortalidade são os que dizem respeito ao transporte de pessoas ou mercadorias, sendo o transporte rodoviário aquele que ocasiona um maior número de vítimas.

Entre os vários tipos de acidentes, podem mencionar-se os acidentes laborais (aqueles que ocorrem no local de trabalho), os acidentes domésticos (aqueles que ocorrem em casa, como é o caso, por exemplo, das intoxicações alimentares ou por ingestão excessiva e/ou indevida de medicamentos e das queimaduras) e os acidentes de trânsito.