Conceito de álcool




Jan 05, 12 Conceito de álcool

O álcool é, de um ponto de vista químico, o composto orgânico que contém o grupo hidroxilo unido a um radical alifático ou a algum dos seus derivados. Neste sentido, tratando-se de um composto, existem diversos tipos de álcoois.

Na linguagem do dia-a-dia, dá-se o nome de álcool ao composto químico etanol, também chamado álcool etílico. Trata-se de um líquido incolor e inflamável cujo ponto de ebulição é de 78ºC.

A fórmula química do álcool etílico é CH3-CH2-OH. Este composto é usado para preparar as bebidas alcoólicas, as quais, em muitas ocasiões, também são conhecidas simplesmente como álcool (por exemplo, “Precisamos de comprar álcool para a festa desta noite”, “O Miguel bebeu demasiado álcool, já não diz coisa com coisa”).

As bebidas alcoólicas podem ser obtidas através da fermentação (como o vinho e a cerveja) ou da destilação (como o licor). A percentagem de álcool etílico presente em cada bebida pode variar: a cerveja apresenta aproximadamente 5% de álcool; o vinho tem cerca de 15%, ao passo que os licores podem chegar a conter 50% de etanol.

Convém destacar que o álcool etílico é uma droga psicoactiva para os seres humanos. O seu consumo começa por proporcionar uma sensação de alegria. Com o tempo, o indivíduo pode sofrer problemas de coordenação e ficar com a visão turva. Com um consumo excessivo, pode inclusive alcançar um estado de inconsciência e, a um nível extremo, chegar à morte por envenenamento/toxicidade.

Estas consequências negativas do álcool para o organismo fazem que a maioria dos países proíba o consumo de bebidas alcoólicas aos menores de uma determinada idade (em geral, 18 anos).