Conceito de ansiedade




Dez 05, 11 Conceito de ansiedade

O conceito de ansiedade tem origem no termo latim anxiĕtas. Trata-se de um estado de agitação, preocupação ou angústia. Para a medicina, a ansiedade é a angústia que costuma acompanhar diversas doenças, principalmente as neuroses, e que não permite que os doentes tenham sossego.

Convém frisar que a ansiedade nem sempre é patológica, pois é uma emoção comum como o medo (ou receio), a ira ou a felicidade. A ansiedade desempenha uma função essencial, associada à sobrevivência.

Num estado de ansiedade, são incrementadas as faculdades perceptivas perante a necessidade fisiológica que o organismo tem em incrementar o nível de um qualquer elemento que, nessas alturas, se encontra abaixo do nível considerado normal.

Perante tais situações, o organismo põe em funcionamento o sistema dopaminérgico, o que o ajuda a resolver problemas ou perigos do dia-a-dia. Nos casos em que esta característica inata do homem se torna patológica, os médicos fazem então alusão aos Transtornos da Ansiedade, que têm consequências negativas para aqueles que sofrem dos mesmos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as fobias, o transtorno obsessivo-compulsivo e os ataques de pânico fazem parte dos Transtornos de Ansiedade, os quais podem ser tratados através da terapia ou com medicamentos ansiolíticos.

Os psicólogos ajudam a superar os Transtornos de Ansiedade com técnicas de exposição gradual, confrontação e modificação dos pensamentos negativos e incorrectos. Da mesma forma, podem sugerir técnicas de relaxamento e respiração, ensinar como melhor fazer a gestão do tempo e recomendar a prática de exercícios físicos e de ioga.