Conceito de banco central


Mai 15, 14

Banco é um termo com vários significados. Neste caso, importa a definição de banco enquanto entidade financeira cuja função é administrar o dinheiro. Estas instituições, que surgiram no Renascimento, prestam serviços como o empréstimo de capital ou o depósito de valores.

Central, por outro lado, diz-se daquilo que pertence ou é relativo ao centro. Este conceito pode referir-se ao básico ou essencial de algo, ao espaço onde convergem acções coordenadas ou àquilo que está no meio ou no centro de algo.

O banco central, por conseguinte, é um tipo de banco que actua como entidade responsável da política monetária de uma nação ou de um conjunto destas. Pelas suas características, este banco tem um funcionamento bastante diferente dos restantes: interage com o Estado e com os outros bancos e não com clientes particulares, por exemplo.

Em alguns países, o banco central é uma entidade independente do governo do país ao qual pertence. Trata-se de uma instituição pública regulada por estatutos e leis e cujos benefícios vão para o Estado.

Uma das funções mais importantes de um banco central é a emissão de dinheiro legal (efectivamente, é a única entidade habilitada para tal). O banco central também se encarrega de gerir as taxas de juros (para manter a estabilidade dos preços e resguardar o valor da moeda), conceder empréstimos aos bancos comerciais ou aos Estados, custodiar as reservas de ouro e divisas (dinheiro) e assessorar o governo em questões económicas e financeiras.