Conceito de carpa


Ago 19, 14

Carpa é um termo que admite vários usos e significados de acordo com a sua origem etimológica. Procedente do vocábulo latino carpa e com origem mais remota no gótico karpa, uma carpa é peixe que apresenta uma boca pequena sem dentes, com escamas de grande tamanho e uma única aleta dorsal.

As carpas, que habitam em águas doces, são verdes na sua parte superior e amarelas por baixo. Este peixe teleósteo fisóstomo destaca-se pela sua elevada esperança de vida. Existem diversas espécies de carpas, muitas das quais servem de alimento para os seres humanos. Outras carpas são criadas em tanques e em lagos artificiais como parte da aquariofilia (aquários).

Exemplos: “O meu pai pescou três carpas na lagoa”, “Ontem, visitei o Jardim Japonês e dei de comer às carpas que nadavam num dos tanques”, “A carpa é o meu peixe preferido pelas suas cores”.

Do quéchua karpa, uma carpa é um toldo de grandes dimensões que cobre um recinto amplo. Entende-se pelo nome de carpa o toldo que cobre um circo. Na América Latina, no entanto, há quem associe o conceito de carpa à tenda de praia (barraca) ou tenda que se monta numa festa popular: “Já instalaram a carpa do circo no parque de atracções”, “Acho que amanhã vamos levar a carpa à praia para passarmos o dia à beira-mar”, “No sei se hei-de reservar um hotel ou viajar com a carpa”.