Conceito de zoogeografia


Abr 06, 17

A zoogeografia é a modalidade que visa estudar de que forma são distribuídas as diferentes espécies de animais na superfície do planeta. Pode-se dizer que a zoogeografía faz parte da biogeografia, o ramo da biologia centrada na análise da distribuição dos seres vivos na Terra.

Pelas suas características, a zoogeografia pode-se prender tanto à zoologia como à geografia. Os especialistas estudam como nasceram os processos que levaram a uma certa localização das espécies no mundo, tal como também estudam quais os factores que alteram essa distribuição.

A história também se relaciona com a zoogeografia. Pelas suas características, esta modalidade não pode gerar conhecimentos partindo do princípio geral, pois precisa de se focar nas mudanças ocorridas ao longo de um percurso.
A evolução das espécies, a orogénese e as alterações climáticas, neste sentido, são algumas das questões que incidem na zoogeografia. A partir dos seus estudos, os especialistas podem explicar as migrações dos animais e os motivos da dispersão das espécies.

Tal como tem demonstrado a zoogeografia, a distribuição dos animais ao longo dos anos evoluiu bastante. Por isso, animais que hoje se associam a certos territórios, outrora viviam em regiões distantes. Estas modificações podem constatar-se pelo estudo dos restos fósseis, por exemplo.

Cabe destacar que, com fins estatísticos, a zoogeografia divide o planeta em várias regiões zoogeográficas de acordo com as analogias existentes entre as diferentes populações animais.

Encontramo-nos com o facto de o planeta está dividido nas seguintes regiões:
-Paleártica. Esta encontra-se englobando a franja norte do continente africano como a Europa e o Norte e Centro da Ásia. Entre as espécies animais mais significativas desta zona podemos destacar a foca, o urso pardo, o lobo, o javali e o cervo, entre outras.

-Etiópica, que acolhe Madagascar, a península arábiga de Ásia e África, à excepção da zona que pertence à região anterior. É formada por animais como o camelo, o chimpanzé, o elefante, o leão ou o gorila, entre outros.
-Neotropical, que é formada pela América Central e pela América do Sul. Neste caso, as espécies mais relevantes ou frequentes são o lagarto, as serpentes, o puma ou a chinchilla.

-Neártica, formada pela Groenlândia e a América do Norte. A raposa do Ártico, o pinguim, o urso branco, a foca ou o pato do Norte são os animais cujo habitat se encontra nessa zona.

-Oriental, que engloba o Sul da Ásia, ou seja, fazem parte desta região tanto a China como a Índia, a Indochina e os vários arquipélagos em redor. Na mesma encontram-se desde hienas a macacos passando por rinocerontes.
-Australiana. Esta, para além da Austrália que lhe dá o nome, é formada pela Nova Zelândia. Identifica-se pelos animais como o koala, a Nova Guiné e as ilhas do Pacífico Sul. Identifica-se por animais como o koala, o canguru ou o ornitorrinco.