Conceito de confiança




Jun 29, 11 Conceito de confiança

A confiança é o sentimento de segurança ou a firme convicção (a fé) que alguém tem relativamente a outra pessoa ou a algo. Também se trata da presunção de si próprio e de uma característica que permite levar a cabo coisas ou situações por norma difíceis. Por exemplo: “Este homem não me inspira confiança nenhuma. Se eu fosse a ti, teria cuidado”; “O João tinha plena confiança nela. No entanto, ela traiu-o”; “Tenho a confiança necessária para derrotar o rival”.

Por outro lado, confiança prende-se com a familiaridade na forma de tratamento: “Escusas de te arranjar sempre que vou a tua casa, já temos confiança suficiente uma na outra”, “Como se atreve a falar-me dessa forma? Nunca lhe dei confiança para isso!”.

Para a psicologia social e a sociologia, a confiança é uma hipótese que se realiza sobre o comportamento futuro do outro. Trata-se de uma convicção segundo a qual uma pessoa será capaz de agir de uma certa maneira perante uma determina situação: “Vou contar tudo ao meu pai, tenho confiança que ele me entenda e me ajude”.

Neste sentido, a confiança pode ser reforçada ou debilitada consoante as acções da outra pessoa. Retomando o exemplo anterior, se o pai ajudar o seu filho, a confiança acabará por ser fortalecida; ao contrário, a confiança ver-se-á traída e, no futuro, o mais provável é que o filho não volte a agir da mesma forma.

A confiança supõe uma suspensão, pelo menos temporária, da incerteza relativamente às acções dos outros. Quando alguém confia no outro, está convicto de que consegue prever as acções e os comportamentos deste. A confiança vem portanto simplificar as relações sociais.