Conceito de dança folclórica




Set 17, 11 Conceito de dança folclórica

O folclore abrange as crenças, as práticas, os rituais e os costumes que são tradicionais de um povo ou de uma cultura, o que inclui os contos populares (os famosos “ditados” ou ainda as “lendas”), o artesanato, a música e as danças, por exemplo. A dança, no que lhe diz respeito, é a acção de dançar (ou bailar), isto é, a execução de movimentos ao ritmo da música.

Estas duas definições permitem-nos fazer uma abordagem do conceito de dança folclórica, que são as danças típicas e tradicionais de uma cultura. A dança folclórica tem lugar por questões de tradição (não se trata de nenhuma arte inovadora), podendo ser realizada por qualquer homem ou mulher (não se limita aos bailarinos/dançarinos profissionais embora possam existir grupos profissionais de dança folclórica).

Este tipo de danças é realizado especialmente durante eventos sociais como festas e comemorações. Os mais jovens aprendem ao ver os adultos dançarem, aos quais, por sua vez, compete ensinar aos mais novos os segredos de cada dança com o intuito de fazer perdurar a tradição.

A polca, que é um tipo de dança surgido na região da Boémia durante a primeira metade do século XIX, é um exemplo de dança folclórica europeia. Caracteriza-se pelo tempo rápido, num compasso de 2/4, o que exige movimentos velozes e alguma agilidade.

Outra dança folclórica que tem percorrido o mundo é a dança do ventre, que combina elementos do MédioOriente e do norte da África apesar de se vir a actualizar com influências ocidentais.

No caso de Portugal, as danças folclóricas, que se podem observar, por exemplo, em brincadeiras infantis (na hora do recreio, com cantigas populares) são, muitas das vezes, conhecidas pela designação de ranchos. A cantiga do Malhão, de origem minhota (do Minho Litoral) é uma das mais célebres e assemelha-se bastante à dança típica chamada Chula.