Conceito de economia




Out 03, 11 Conceito de economia

A economia é uma ciência social que se dedica ao estudo dos processos de produção, intercâmbio (troca) e consumo de bens e serviços. O vocábulo deriva do grego e significa “administração de um lar ou família”.

Em 1932, o Britânico Lionel Robbins trouxe outra definição sobre a ciência económica, ao considerá-la como sendo o ramo que analisa a forma como os seres humanos satisfazem as suas necessidades ilimitadas com recursos escassos destinados a fins diferentes. Sempre que um homem decide utilizar um recurso para a produção de um determinado bem ou serviço, assume o custo de não o poder usar para a produção de outro qualquer, daí a designação custo de oportunidade. A função da economia consiste em proporcionar critérios racionais de modo a que os recursos sejam repartidos o mais eficientemente possível.

Em linhas gerais, podemos frisar duas correntes filosóficas relacionadas com a economia. Tratando-se de um estudo relativo a postulados podem ser verificados, designa-se economia positiva. Em contrapartida, se o estudo tiver em conta afirmações que se baseiam em juízos de valor não podendo ser comprovados, trata-se então da economia normativa.

Para o Alemão Karl Marx, a economia é a ciência que estuda as relações sociais de produção. Ao basear-se no materialismo histórico, Marx estuda o conceito do valor-trabalho, que defende que o valor tem a sua origem objectiva em função da quantidade de trabalho necessária para obter um bem.

Convém destacar que existem numerosas escolas (ou teorias) do pensamento económico, que apresentam diferentes perspectivas de análise. O mercantilismo, o monetarismo, o marxismo e o keynesianismo são algumas delas.