Conceito de ecossistema artificial




Nov 07, 11 Conceito de ecossistema artificial

Um ecossistema é um ambiente específico no qual os processos vitais de um grupo de seres vivos se encontram inter-relacionados. Os factores bióticos (como os animais, as plantas e os microorganismos) e os factores abióticos (o ar, a água) fazem parte desse ambiente partilhado.

Os organismos interdependentes que compõem essa unidade estabelecem cadeias alimentares, isto é, correntes de energia e de nutrientes produzidas através da nutrição (uma espécie alimenta-se daquela que a precede na cadeia e, por sua vez, serve de alimento à seguinte).

A noção de ecossistema, em geral, está associada ao ecossistema natural, onde o biótico e o abiótico se encontram em equilíbrio sem intervenção do homem. Porém, há que frisar que existem os chamados ecossistemas artificiais, que são criados pelo ser humano e que não existem na natureza. As estufas, as barragens e os aquários são alguns dos exemplos de ecossistemas artificiais.

A acepção mais ampla do conceito de ecossistema artificial inclui os assentamentos urbanos como as cidades, apesar de apresentarem várias diferenças relativamente aos ecossistemas naturais.

A modificação de um ecossistema natural por parte do homem também pode dar origem a um ecossistema artificial. Um ecossistema natural que sofra a extinção de alguma espécie pela acção humana já perde, à partida, a sua condição original, pelo que pode passar a ser considerado um ecossistema artificial ou, pelo menos, um ecossistema natural modificado.

Há que ter em conta que a modificação dos ecossistemas naturais costuma trazer consequências como a desertificação e o aparecimento de pragas, o que acaba por prejudicar a biodiversidade e os recursos da natureza.