Conceito de emprego




Jun 04, 11 Conceito de emprego

A palavra emprego tem dois grandes significados. Por um lado, refere-se à acção e ao efeito de empregar. Este verbo significa ocupar alguém (na medida em que lhe é oferecido um posto de trabalho e delegadas determinadas responsabilidades), gastar dinheiro numa compra ou, simplesmente, usar algo.

Por outro lado, o termo emprego é usado para designar uma ocupação ou um ofício. Neste sentido, é usado enquanto sinónimo de trabalho.

Durante milhares de anos, a forma predominante na relação das pessoas através do trabalho fora a escravidão. Tratava-se de uma relação de propriedade em que o trabalhador era um escravo propriedade do seu amo. O proprietário podia usar o escravo ou vendê-lo por sua única vontade e, obviamente, apropriar-se do fruto do seu trabalho.

A partir do século XIX, a escravidão deixou de ser a forma dominante de emprego, num processo relacionado com o avanço do sindicalismo e da democracia.

Actualmente, a forma de emprego dominante é trabalho assalariado (em relação de dependência). O empregado ou trabalhador estabelece um contrato com a sua entidade empregadora ou patronal, através do qual decidem o preço pelo qual será vendida a força de trabalho bem como as condições mediante as quais irá ser prestado o respectivo trabalho. O preço do trabalho recebe o nome de salário ou remuneração, podendo ser pago ao dia (diário/a), à semana (semanal), de 15 em 15 dias (quinzenal) ou ao mês (mensal), dependendo se se trata de trabalho diário (como acontece nas obras de construção civil, por exemplo), de trabalho sazonal ou temporário. Também há casos em que o trabalho é pago à hora.

Outras formas de emprego existentes nos dias que correm são o trabalho por conta própria (trabalhadores independentes ou empresários) e o trabalho informal em relação de dependência (trabalho não declarado, mais conhecido como “trabalho ao negro”).