Conceito de enema


Fev 18, 14

Enema, do latim enĕma, é um medicamento líquido que é administrado por via rectal isto é, é introduzido no organismo através do ânus e que serve para limpar (ou purgar) o intestino. O termo também é usado em referência ao utensílio com que se realiza a operação e à própria acção de introduzir o líquido.

Exemplos: “Ontem, fizeram um enema à minha avó porque estava bastante obstipada”, “O médico recomendou-me um enema bastante prático para limpar a zona”, “Se eu continuar assim, vou ter de recorrer a um enema embora não me agrade muito a ideia”.

É possível fazer a distinção entre dois tipos de enemas: os enemas de limpeza (ou evacuação) e os enemas de retenção. Os enemas de limpeza são usados para o tratamento da obstipação, de fecalomas ou de retenção fecal em geral. O líquido administrado costuma ser de rápida acção, gerando uma resposta em menos de vinte minutos.

O enema de retenção, por sua vez, foi idealizado para que o líquido introduzido no organismo possa ser retido pelo menos trinta minutos. Essa substância pode ser um medicamento ou um líquido que permite visualizar imagens do tracto intestinal inferior com raios X para realizar um diagnóstico. Neste último caso, fala-se de enema opaco.

Depois, existe outro tipo de enema, chamado clismafilia (tipo de parafilia), que não tem qualquer relação com a medicina, mas em que se recorre a enemas como parte de uma prática sexual.

Cabe destacar que existem várias contra-indicações no uso de enemas. As pessoas que sofrem de peritonite, apendicite, colite, inflamação intestinal ou traumatismo abdominal não devem recorrer a este tipo de tratamentos.