Conceito de épico




Jun 20, 12 Conceito de épico

O termo épico, do latim epĭcus, refere-se ao que pertence ou é relativo à epopeia ou à poesia heróica. Este género poético apresenta factos legendários ou fictícios que se desenvolvem num tempo e espaço determinados.

Por outras palavras, a épica pode basear-se em factos verídicos ou inventados. Os poetas épicos alternam a narração (no tempo passado) e a descrição. Os textos podem desenvolver-se em forma de prosa ou em verso largo, com o narrador presente ou ausente.

O género épico costuma apresentar uma extensão importante ao incluir elementos de outros géneros (como o drama ou a lírica). Por este motivo, apresenta divisões em capítulos ou similares.

Existem vários subgéneros dentro do registo épico. As epopeias apresentam as façanhas (ou os feitos) de um herói arquetípico que representa os valores colectivos de uma nação. A canção de gesta (com menos elementos fantásticos do que a epopeia), as sagas, os romances picarescos, os romances de cavalaria, o mito, o conto tradicional, as baladas e as lendas também podem incluir elementos próprios da épica.

O herói épico é geralmente um personagem guerreiro que consegue superar todo o tipo de obstáculos para alcançar os seus objectivos. A sua caracterização faz dele um ser de grande força física, inteligente e nobre.

As principais características da poesia épica transcenderam o âmbito literário. Na linguagem do dia-a-dia, entende-se como sendo épico aquilo que é heróico, grandioso ou extraordinário (em sentido figurado). Por exemplo: “Numa desforra épica, a equipa carioca conseguiu recuperar os três golos de desvantagem, acabando por vencer o jogo até ao último minuto”.