Conceito de epidemia




Jul 19, 12 Conceito de epidemia

Uma epidemia é uma doença que se propaga durante um certo período de tempo numa determinada zona geográfica e que afecta muitas pessoas em simultâneo. Trata-se de uma noção utilizada pela saúde comunitária para fazer referência ao facto de a doença chegar a uma quantidade de gente superior à esperada.

Isto implica a existência de níveis de incidência que são considerados normais para uma doença. Ou seja, os especialistas (médicos) prevêem que seja afectado/contaminado um determinado número de pessoas a uma determinada altura. Quando o número de doentes ultrapassa essa média, fala-se então de epidemia (há uma maior quantidade de casos em relação àqueles que estavam previstos).

A disciplina científica que trata de analisar as epidemias chama-se epidemiologia. Os epidemiólogos dedicam-se a estudar a distribuição, a frequência e os determinantes dos factores relacionados com as doenças no seio de uma comunidade humana. A epidemiologia, por conseguinte, combina noções da medicina com princípios das ciências sociais para ajudar no controlo das doenças e prever possíveis surtos epidemiológicos.

Quando a epidemia se expande por vários países, transforma-se numa pandemia. Aliás, a origem etimológica desta palavra significa “doença de toda a população”. A pandemia tende a coincidir com o aparecimento de um novo vírus (para o qual ainda não existe qualquer tipo de imunidade ou vacina).

Por outro lado, quando a epidemia se mantém e persiste numa mesma zona durante um período de tempo prolongado, passa a tratar-se de uma endemia, como é o caso, por exemplo, da malária em vários países africanos.