Conceito de equilíbrio




Fev 20, 12 Conceito de equilíbrio

Do latim aequilibrĭum, o termo equilíbrio faz referência ao estado de um corpo quando as forças encontradas que actuam no mesmo se compensam e se destroem mutuamente.

Por outro lado, dá-se o nome de equilíbrio à situação em que se encontra um corpo quando, apesar de ter pouca base de sustentação, se consegue manter sem cair. Por exemplo: “Não consigo acreditar que a garrafa tenha mantido o equilíbrio sem sequer cair apesar de estar apoiada numa mesa tão desnivelada”, “Enquanto caminhava pela beirinha da estrada, o Pedro perdeu o equilíbrio e acabou por cair no precipício”.

Dois pesos que forem iguais e que se contrabalançarem ou dois corpos em contrapeso também se encontram em equilíbrio: “Agradecemos que levem os sacos para o outro lado do barco, de modo a distribuir o peso e a favorecer o equilíbrio”, “Vou ter de colocar umas pedras do lado esquerdo da maquete para que as coisas fiquem em equilíbrio”.

Num sentido simbólico (ou figurado), o equilíbrio prende-se com a harmonia entre coisas diversas, a moderação, a equanimidade, a sensatez nos juízos de valor e os actos de contemporização. Uma pessoa que aja com equilíbrio conseguirá circular por diversos caminhos sem chegar a cair, isto é, sem perder o controlo e sem se prejudicar.

“Às vezes, saio à noite para me divertir mas, noutras, prefiro ficar em casa a descansar: preciso de manter o equilíbrio para não descuidar de nenhum aspecto da minha vida” é uma frase que poderia perfeitamente ser dita por um jovem ao comentar como consegue conjugar a diversão com as responsabilidades.

“Ele acha que eu não deveria largar o meu emprego por nada ao mundo. Quanto a mim, estou seriamente a pensar despedir-me já amanhã: o ideal seria encontrar um equilíbrio entre ambas as posições” é outro exemplo da acepção deste conceito.