Conceito de espirro


Jul 30, 15

Por espirro entenda-se um acto reflexo decorrente de uma uma irritação na mucosa do nariz e que consiste em expulsar ar e saliva através do próprio nariz e, às vezes, da boca. Por norma, o espirro é provocado pelo aparecimento de pó ou outros agentes estranhos na zona nasal.

Quando uma pessoa espirra, expulsa violentamente e de forma involuntária ar que tinha nos pulmões. O acto costuma incluir um movimento da cabeça para a frente (que contribui para a expulsão daquilo que irrita a membrana nasal) e o fechar dos olhos (para os proteger do aumento da pressão ocular que provoca a passagem do ar para o nariz).

Qualquer coisa que produza uma irritação nas vias respiratórias pode provocar um espirro. Por isso, é possível que alguém espirra ao cheirar pimenta, uma vez que este condimento tem um alcalóide que estimula os nervos da zona.

Se um sujeito se constipar devido à acção de um vírus, também é provável que expire vezes seguidas, uma vez que o vírus em questão provocará a irritação e o inchaço das mucosas. A resposta fisiológica diante disto será espirrar como uma forma de expulsar aquilo que provoca o incómodo.

É habitual que, quando alguém espirra, quem esteja por perto diga “saúde”. A frase funciona como um desejo ou uma prece para que o sujeito em questão recupere o estado saudável. Em vez de dizer “saúde”, por exemplo, também se diz “Deus lhe salve”.

Por curiosidade, pode-se dizer que o espirro se representa através de diversas onomatopeias conforme o idioma: “atchim”, “atchu”, “achum”, etc.