Conceito de fluxo




Jun 21, 12 Conceito de fluxo

Fluxo (do latim fluxus) é a acção e o efeito de fluir (brotar, correr, circular). O termo é usado, por exemplo, para fazer alusão ao movimento regular das águas do mar, daí se falar em fluxo e refluxo das águas, isto é, as suas oscilações (subida e descida). Em sentido figurado, este termo refere-se à abundância de algo. Exemplos: “O fluxo das águas era de tal forma imparável que acabara por destruir todas as barreiras”, “Depois de ouvir a sentença, o irmão da vítima foi ao encontro dos jornalistas e começou a proferir um fluxo de palavras duras e amargas”.

Conhece-se como fluxo magnético a medida de quantidade do magnetismo que se calcula a partir do campo magnético, da superfície sobre a qual age e do ângulo de incidência que formam as linhas do campo magnético e os elementos da superfície.

O fluxo luminoso, por sua vez, é a medida da potência luminosa que se recebe, ao passo que o fluxo energético é a medida da potência emitida. Ainda há que referir o fluxo calórico, que diz respeito ao calor fornecido por unidade de tempo.

A matemática utiliza o diagrama de fluxo para representar sob a forma de um gráfico os algoritmos de um processo com múltiplos factores. A economia recorre a este tipo de diagramas para detalhar o estado de um processo.

Para a psicologia, o fluxo (tradução literal do inglês “flow”) é um estado mental em que o sujeito se encontra totalmente imerso na actividade que está a realizar e em que está comprometido. Caracteriza-se pela sensação de um enfoque da energia e pela confiança no êxito do processo.

Na medicina, o fluxo é o corrimento de um líquido orgânico, como é o caso, por exemplo, do fluxo vaginal, que é um líquido transparente segregado pela vagina perante um estímulo sexual ou em certas etapas da menstruação. O fluxo produzido pelas glândulas de Bartholin facilita a penetração pelo facto de lubrificar o canal vaginal.