Conceito de fonema




Dez 26, 11 Conceito de fonema

Um fonema é a unidade fonológica mínima que, num sistema linguístico, se pode opor a outra unidade em contraste de sentido. Ou seja, a definição de fonema pode ser formulada consoante a posição ocupada por este numa palavra.

Por exemplo: o fonema /s/ pode opor-se ao fonema /r/ nas palavras casa e cara, uma vez que a mensagem transmitida (significado) varia em cada uma delas. O mesmo é válido no caso dos fonemas /t/ e /v/ em lata e lava.

Pode qualificar-se o fonema como sendo a mais pequena unidade da linguagem oral, pelo facto de se tratar dos sons da fala que permitem diferenciar as palavras de uma língua: /t/ e /l/ em pata e pala, /a/ e /o/ em sal e sol, /p/ e /l/ em topo e tolo, etc.

As palavras mencionadas têm significados completamente distintos ainda que sejam pronunciadas de forma diferente unicamente nos sons mencionados (fonemas). O fonema pertence ao âmbito da língua, ao passo que o som se insere na área da fala.

Os sons de uma palavra são conhecidos pelo nome de alofone. Um mesmo fonema pode ter diferentes alofones dependendo da forma como o falante o pronuncia. Depende, de alguma forma, das variantes de um idioma (regionalismos, etc.). Por exemplo, no caso da língua portuguesa, o fonema /t/ é pronunciado de maneira diferente conforme seja um Português (diz a letra t tal e qual) ou um Brasileiro (pronunciado como sendo tch) a dizê-lo.

Convém ter em conta que os fonemas não são sons enquanto entidade física, pois trata-se antes de uma abstracção formal ou de uma impressão psicológica dos sons da fala.