Conceito de futuro




Abr 09, 13 Conceito de futuro

Do latim futūrus, o futuro é aquilo que está para vir e para acontecer. Numa hipotética linha do tempo, o passado (aquilo que já aconteceu) encontra-se atrás (antes) do presente, ao passo que o futuro aparece à frente/depois (aquilo que ainda não aconteceu).

O futuro, por conseguinte, é uma conjectura que pode ser calculada, especulada, teorizada ou antecipada de acordo com os dados que se têm a uma altura concreta. Por exemplo: as condições meteorológicas (presença de nuvens, vento, condições de humidade) permitem prever que, nas próximas horas, irá haver precipitações. Ou seja, pode-se antecipar que, no futuro próximo, choverá. No entanto, o futuro nunca pode ser prognosticado com exactidão.

O homem sempre se interessou em conhecer o futuro. A astrologia é uma disciplina que se dedica ao estudo dos astros para realizar predições. A ciência, em contrapartida, utiliza métodos probabilísticos para estimar o que irá ocorrer no futuro.

Algumas religiões basearam-se na figura de profetas que alegavam poder ver o futuro. Certas correntes filosóficas, por sua vez, consideram que o futuro e o passado, aliás, não existem, uma vez que são irreais. Este tipo de filosofias considera que só existe o presente.

Na gramática, o futuro é o tempo que permite fazer referência a uma acção que ocorrerá num momento posterior ao que é enunciado: “Amanhã, viajarei até à costa” (o verbo “viajar” está conjugado no futuro).

Por último, para a economia, um futuro é um valor cuja entrega está acordada para depois de um determinado prazo, mas com um preço fixado antecipadamente.