Conceito de herpes




Jan 30, 13 Conceito de herpes

O herpes é uma erupção que tende a ser crónica e que provoca ardor e comichão. Pode aparecer em pontos isolados da pele e sob formas bastante diferentes. É possível distinguir o herpes simples e o herpes-zóster.

O herpes simples é uma doença infecciosa caracterizada pelas lesões cutâneas que se formam por pequenas vesículas que se alastram. Estas vesículas, que ficam rodeadas de uma auréola vermelha, são causadas por um vírus.

Apesar de não existir uma cura definitiva para o herpes simples, a medicina desenvolveu diversas formas de tratamento que permitem reduzir os sintomas e acelerar a cicatrização das lesões.

O herpes-zóster (também chamado de “zona”) é uma virose, ou seja, uma doença produzida pela reactivação do vírus da varicela. Este transtorno causa pequenas bolhas dolorosas que se reúnem em volta de um hematoma cutâneo. O herpes-zóster pode aparecer nos lábios, nos olhos e nos genitais.

Os primeiros sintomas do herpes-zóster incluem a febre, sensibilidade à luz, cefaleias (fortes dores de cabeça) e mal-estar geral. Depois, começam os formigueiros, ardor e uma forte dor na zona do nervo afectado até se produzir a erupção cutânea.

Em alguns casos, principalmente no caso das pessoas mais idosas, a dor causada pelo herpes-zóster acaba por se tornar crónica (neuralgia pós-herpética). A severidade da dor pode incapacitar o paciente.

O herpes-zóster, bem como o herpes simples, não pode ser curado (isto é, o vírus não pode ser eliminado do organismo). Existem, no entanto, tratamentos para aliviar os sintomas e reduzir a gravidade e a extensão do processo.