Conceito de hieróglifo


Fev 27, 13

Um hieróglifo é um tipo de escrita na qual as palavras não se representam com sinais alfabéticos ou fonéticos, mas em que o significado das palavras se expõe com símbolos ou figuras. Os Egípcios e outros povos antigos costumavam utilizar hieróglifos nos seus monumentos.

O termo hieróglifo é utilizado tanto para fazer alusão ao sistema como às figuras ou aos caracteres deste tipo de escrita. Enquanto sistema, começou a ser usado por volta do ano 3.300 a.C. e esteve em vigor até ao século III.

No caso dos Egípcios, os seus hieróglifos chegaram a combinar ideogramas, sinais consonânticos e sinais determinantes. Os símbolos utilizados eram figurativos, já que representavam coisas reconhecíveis como animais ou partes do corpo.

Os hieróglifos eram geralmente gravados em pedra, talhados em madeira ou escritos com tinta sobre papiros. Os seus conteúdos compreendiam textos religiosos, comunicados oficiais ou fórmulas para rituais, por exemplo.

Alguns investigadores acreditam que os hieróglifos egípcios serviram de influência ao alfabeto fenício, que foi a fonte do alfabeto hebreu, grego e aramaico. Estes alfabetos, por sua vez, constituem a base original do alfabeto latino e cirílico.

Os hieróglifos modernos são formados por sinais e figuras que se utilizam em jeito de passatempo ou jogo de engenho (“quebra-cabeças”).

Um hieróglifo, por outro lado, é uma letra (caligrafia) ou uma nota difícil de interpretar: “Não entendo o hieróglifo que me deixaste em cima da mesa”, “Leio os textos deste filósofo e parecem-me hieróglifos!”, “A tua caligrafia é indecifrável: explicas-me o que significa o hieróglifo que me entregaste na última aula, por favor?”