Conceito de importação




Abr 05, 12 Conceito de importação

Importação é um termo que deriva do verbo importar (introduzir produtos ou costumes estrangeiros num país). Trata-se da acção de importar mercadorias ou questões simbólicos de outra nação. Por exemplo: “O governo planeia aplicar entraves à importação do calçado para não prejudicar os produtores locais”, “A livre importação fomenta o consumo, uma vez que permite baixar os preços”, “A importação dos materiais que não são produzidos no país torna-se necessária”.

Ao conjunto de coisas importadas também se lhe dá o nome de importação: “A Venezuela reduziu as importações em 12% no último ano”, “Devido ao forte aumento da importação pela taxa de câmbio, a infra-estrutura portuária já não consegue fazer face às actuais necessidades”.

O Estado é quem regula a importação de acordo com normativas específicas. As diferenças entre as condições económicas e as legislações de cada país podem dar origem a distorções no mercado e prejudicar os produtores nacionais. Se um país subsidiar a produção de um bem X e que esse bem for importado por uma nação a preços demasiados baixos, quem produzir o bem X no país importador será prejudicado pelo facto de não conseguir competir.

Contudo, a importação é importante para aceder a mercadorias que não se produzem no país ou que têm uma menor qualidade. Por outro lado, desde que haja equilíbrio, ao importar produtos mais baratos, favorece-se o consumo e, por conseguinte, a economia cresce.

A nível da economia nacional, a importação pode ser financiada através do superavit comercial (o país exporta mais do que aquilo que importa), o ingresso de capitais estrangeiros (por investimentos, pela actividade turística, etc.) ou com a dívida pública.