Conceito de insucesso escolar


Jan 03, 12

O insucesso é a acção de fracassar (não ser bem sucedido), o que implica renunciar às suas obrigações e afastar-se das actividades que se costumava fazer. O adjectivo escolar, por sua vez, faz referência àquilo que pertence ou que é relativo ao estudante ou à comunidade escolar. Como tal, o insucesso escolar é um conceito que é utilizado para fazer alusão aos alunos que deixam de assistir às aulas e que ficam fora do sistema educativo.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), a pobreza (com crianças que se encontram desnutridas ou que se vêm forçadas a trabalhar para ajudar ao sustento da família ou para sobreviver), a exclusão e a escassa capacidade de as escolas contornarem a contenção são as principais causas do insucesso escolar.

Outra causa que cabe aqui mencionar, especialmente nas zonas rurais ou distantes das grandes cidades, é a distância. Muitas das vezes, as crianças são obrigadas a percorrer vários quilómetros para chegar à escola, o que só vem dificultar a regularidade com que estas possam frequentar as aulas.

O insucesso escolar deve-se, por outro lado, à dificuldade de aprendizagem e de assimilação da matéria. Por outro lado, alguns alunos não gostam de ir à escola e, ainda menos, de estudar. Os alunos do sexo masculino (os rapazes) são os que mais tendem a desistir da escola. Ao não conseguirem alcançarem as suas metas, alguns acabam por reprovar. Por vezes, reprovam mais do que uma vez o mesmo ano, sendo quanto basta para desistirem.

Por fim, nem todos os pais (ou encarregados de educação) têm possibilidades para financiar os estudos dos filhos e limitam-se a fazê-lo unicamente durante o ensino mínimo obrigatório (9º ano no caso de Portugal). Depois, são obrigados a mandar os filhos a contribuírem para as contas do lar, mandando-os procurar um emprego.