Conceito de ironia


Dez 06, 12

Do latim ironīa, que, por sua vez, deriva de um vocábulo grego, a ironia é uma troça dissimulada. Trata-se de uma figura retórica que consiste em dar a entender o contrário daquilo que se pretende realmente dizer, através de uma certa entoação da voz ou da linguagem corporal.

Por exemplo: ao ver uma notícia na televisão, é anunciado que um homem foi encontrado morto com cinco disparos na cabeça, e um telespectador comenta “Para mim, isto foi um assassinato”. Perante a obviedade da afirmação, a sua esposa responde: “Mas que inteligente, meu amor! Surpreende-me a tua capacidade de dedução”.

Outro exemplo: uma mulher chega a uma festa com um vestido velho e sujo. Ao vê-la, uma das convidadas exclama: “Parabéns pelo teu look tão original, deve ser uma nova moda que ainda está para chegar a esta terra!”.

A ironia nem sempre se destina a fazer troça dos outros nem tem necessariamente de ser agressiva. Uma pessoa que deve ir ao hospital para visitar um familiar doente pode comentar, em jeito de lamentação: “Tenho planos bem divertidos para esta tarde”. Algo similar ocorre quando dois colegas de turma se juntam para estudar, e um afirma: “Não sabes o quanto a gente se vai divertir com estes livros!”.

A ironia mais cruel e violenta chama-se sarcasmo: “Não, não estás nada gorda, as outras é que têm a mania da magreza!”. Este tipo de expressões supõe uma agressão que visa discriminar e magoar a destinatária.

Outra frase irónica ou sarcástica seria a seguinte: “Com certeza que dou valor à sua dedicação, e mais lhe digo, vou organizar uma festa em sua honra para premiar a relevância do seu incomensurável esforço em prol desta empresa”.