Conceito de isótopo




Set 26, 11 Conceito de isótopo

Dá-se o nome de isótopo às variedades de átomos que contenham o mesmo número atómico e que, como tal, constituem o mesmo elemento embora tenham um diferente número de massa. Os átomos que são isótopos entre si têm o mesmo número de protões no núcleo e ocupam o mesmo lugar na tabela periódica.

Cabe destacar que a maioria dos elementos químicos contam com mais de um isótopo. Apenas 21 elementos, nomeadamente o sódio, têm um único isótopo natural. Pode-se dividir os isótopos em isótopos estáveis e isótopos instáveis ou radioactivos.

Para que um isótopo seja considerado radioactivo, deverá apresentar uma relação entre o número de protões e de neutrões não adequada para manter a estabilidade nuclear. A noção de estabilidade, no entanto, não é muito precisa, tendo em conta que existem isótopos que são quase estáveis graças a um tempo de neutralização extremamente longo.

O isótopo radiactivo tem um núcleo atómico instável perante o balanço entre neutrões e protões. Esta mesma característica faz com que emita energia quando muda de forma sob condições mais estáveis. Os isótopos instáveis têm um período de desintegração em que a energia é emitida sob a forma de raios beta (electrões ou positrões), alfa (núcleos de hélio) ou gama (energia electromagnética).

Os isótopos radioactivos artificiais são usados na medicina com diversas funções, nomeadamente para detectar vasos sanguíneos bloqueados. Os isótopos radioactivos naturais, por sua vez, servem para determinar cronologias.

Os Isótopos de Springfield, para concluir, é uma equipa de beisebol da série de animação Os Simpsons.