Conceito de juro composto




Mai 04, 12 Conceito de juro composto

Juro é um conceito que deriva do latim e que significa “importar/interessar”. Na sua acepção económica ou financeira, refere-se ao ganho, ao valor, ao proveito ou à utilidade de algo. Da mesma forma, trata-se do lucro que se obtém através do capital investido.

Na prática, o juro é usado sob a forma de índice expressado em percentagem. Este índice permite fazer uma estimativa do custo de um crédito (“Concederam-me um crédito hipotecário com uma taxa de juro anual fixo de 20%) ou ter uma ideia de quanto irá render uma poupança (A minha conta de depósito a prazo rende juros na ordem de 0,25% mensais).

Por conseguinte, o juro indica quanto dinheiro se obtém ou se deve pagar num determinado período de tempo. Um crédito de 10.000 dólares com uma taxa de juro anual de 10% implica que a pessoa deverá devolver, assim que vencer o prazo, 11.000 dólares. Da mesma forma, um depósito a prazo fixo de 5000 euros por ano, com uma taxa de juro anual de 5%, irá render 250 euros.

A noção de juro composto refere-se ao benefício (ou custo) do capital principal a uma taxa de juro durante um determinado período de tempo, em que os juros obtidos no final de cada período não são retirados, mas sim cumulados ao capital principal (capitalização dos juros). Ora, os juros podem ser reinvestidos.

Já, com o juro simples, os juros produzidos pelo capital inicial num certo período não se acumulam para produzir os juros que correspondem ao período seguinte.

Ora, ao contrário do juro composto, o juro simples gerado pelo capital investido será igual em todos os períodos do investimento à condição de a taxa e de o prazo não sofrerem variações.