Conceito de linguística




Mai 16, 11 Conceito de linguística

O conceito de linguística (do francês linguistique) refere-se àquilo que pertence ou que é relativo à linguagem. A palavra também permite fazer alusão à ciência cujo objecto de estudo seja a língua.

Desta forma, a linguística, enquanto ciência, dedica-se à análise da natureza e às leis que regem a linguagem. Ao contrário da filologia, a qual se interessa pelo desenvolvimento histórico das línguas em textos escritos e no contexto da literatura e da cultura associada, a linguística procura explicar como funcionam as línguas a uma determinada altura com o intuito de compreender o seu funcionamento geral.

A linguística moderna desenvolveu-se a partir do século XIX. Com a publicação póstuma de “Curso de linguística geral” (1916), de Ferdinand de Saussure, a linguística tornou-se numa ciência integrada à semiologia. Começou por suscitar alguma polémica relativamente à distinção entre língua (o sistema) e a fala (o uso) e na definição de signo linguístico (significado e significante).

No século XX, Noam Chomsky desenvolveu a corrente do generativismo com a gramática generativa tramsformacional, que se centra na língua enquanto processo da mente do falante e na capacidade inata (genética) em adquirir e usar uma língua.

O estudo da língua enquanto sistema aplica-se em vários níveis: o fonético-fonológico (fonologia e fonética), o morfológico (morfologia), o sintáctico (sintaxe), o léxico (lexicologia e lexicografia) e o semântico (semântica).

Do ponto de vista da fala, em contrapartida, pode-se considerar o texto como sendo a unidade superior de comunicação e a pragmática, aquela que estuda a enunciação e o enunciado.