Conceito de loureiro


Jun 17, 14

O loureiro é uma árvore perenifólia (de folhagem persistente) que pertence à família das Lauráceas. Apresenta um tronco liso e recto, ramos levantados e, de um modo geral, mede entre seis e sete metros. As suas folhas de cor verde-escura são pecioladas, oblongas e aromáticas, sendo bastante populares na confecção de alimentos enquanto condimento.

Esta árvore apresenta flores pequenas de cor branca esverdeada ou amarelada, que se agrupam em umbelas sésseis de quatro a seis flores. O fruto do loureiro, por outro lado, é ovóide e pode medir 1,5 centímetros, sendo usado em certas preparações farmacêuticas.

O cultivo do loureiro pode desenvolver-se em diferentes tipos de solo, podendo-se multiplicar por estacas ou sementes. Trata-se de uma planta sensível às geadas, podendo ser atacada por armadilídeos, pulgões e outras pragas.

As folhas de loureiro usam-se bastante na cozinha. Costumam acrescentar-se inteiras para dar sabor às preparações culinárias (em estufados ou guisados) e depois tiram-se antes de servir embora também se possam triturar e incluir nos pratos. Relativamente ao uso medicinal, o loureiro é destacado pelas suas propriedades como estimulante do apetite e tónico digestivo.

Cabe destacar que o loureiro também tem um uso simbólico. A mitologia indica que, quando a ninfa Dafne era perseguida por Apolo, Zeus transformou-a numa árvore para a salvar. Apolo, posto isto, decidiu cortar dois ramos e entrançá-los, os quais se converteram numa coroa triunfal que utilizam aqueles que alcançam um triunfo ou uma vitória. Hoje, por conseguinte, o loureiro é sinónimo de prémio ou triunfo.