Conceito de mapa económico




Dez 30, 11 Conceito de mapa económico

Um mapa é uma representação gráfica e métrica de um determinado território. A arte de esboçar mapas geográficos chama-se cartografia, e àqueles a quem compete essa actividade dá-se-lhes o nome de cartógrafos, os quais recorrem a diversas técnicas de simplificação para facilitar a apresentação dos dados.

Existem diferentes tipos de mapas que, em geral, são apresentados numa superfície plana. Por mapa político, por exemplo, entende-se todo o mapa que mostra pormenorizadamente as entidades políticas (criadas pelo homem). Neste sentido, os mapas apresentam os limites entre países ou cidades e incluem estradas, caminhos-de-ferro, entre outras construções humanas.

Os simples mapas, por sua vez, centram-se nos acidentes geográficos naturais, como as montanhas, as serras, os planaltos, os desertos e os rios. Noutros termos, baseiam-se nos fenómenos geológicos e limitam-se a mostrar os limites naturais.

Por outro lado, há mapas que combinam simultaneamente elementos políticos e geológicos. Trata-se dos mapas geopolíticos.

Inclusive, existem mapas relacionados com a produção intelectual ou a associação de ideias. São os chamados mapas mentais e mapas conceituais.

No que diz respeito aos mapas económicos, são aqueles que, seja ou não com divisão política, reflectem a produção ou a riqueza económica de cada região. Os mapas económicos podem mostrar que tipo de indústrias há numa determinada zona, as reservas de petróleo ou de gás, a existência de explorações agrícolas ou de gado, etc.

Posto isto, o mapa económico permite analisar de que forma é repartida a produção económica de um país e criar políticas com o intuito de fomentar o desenvolvimento das regiões mais subdesenvolvidas.