Conceito de membrana


Ago 29, 12

Do latim membrāna, uma membrana é uma pele fina como um pergaminho, um tecido que apresenta uma forma laminar e que tem consistência mole ou uma placa ou lâmina de pequena espessura e flexível.

Na biologia, uma membrana semipermeável é aquela que permite que certas moléculas ou certos iões a possam atravessar por difusão. A concentração, a pressão e a temperatura das moléculas e dos solutos irão determinar que quantidade de matéria poderá passar através da membrana. A permeabilidade da membrana também irá obviamente depender do tamanho do soluto.

Por outro lado, conhece-se como membrana plasmática ou citoplasmática a estrutura laminar que recobre as células e define os seus limites. Esta lâmina, formada por fosfolípidos, glúcidos e proteínas, entre outros componentes, age como o contentor da célula e proporciona-lhe protecção.

A membrana basal é uma camada natural de colagénio que se situa na base dos epitélios e que actua como filtro fisiológico.

A membrana caduca é aquela que, durante a gravidez, envolve a cavidade interna da matriz.

Na zoologia, a membrana nictitante é a terceira pálpebra das aves, que é lateral e transparente.

A membrana mucosa reveste as cavidades do corpo que comunicam com o exterior. Têm glândulas unicelulares que segregam muco.

Por fim, convém mencionar que uma membrana elástica é um corpo elástico capaz de resistir a tensões de tracção. Do ponto de vista geométrico, a membrana elástica tem uma superfície média curva e uma pequena espessura em ambos os lados.