Conceito de narcótico


Out 22, 13

O termo narcótico vem de um vocábulo grego que significa “adormecedor”. Um narcótico é uma substância que provoca sonolência, relaxamento muscular e um embotamento da sensibilidade.

Exemplos: “Vamos aumentar a dose de narcóticos para o paciente do quarto 231”, “O jogador viu-se obrigado a tomar tantos narcóticos que acabou por ficar doente”, “O cantor foi encontrado com narcóticos no seu automóvel”.

A maioria dos narcóticos inibe a transmissão dos sinais nervosos associados à dor. Os efeitos psicoactivos destas substâncias, como a anestesia ou a analgesia, tornam-nos frequentes na medicina.

Para além do seu uso legal, os narcóticos são traficados em todo o mundo para um consumo não medicinal. Os narcóticos também são consumidos para provocar euforia ou distorcer a realidade, como o ópio.

Neste sentido, muitas das vezes, o termo narcótico é usado como sinónimo de estupefaciente (ou droga). Pode-se dizer que um narcótico é uma substância que tem a capacidade de alterar o estado psíquico e/ou físico de uma pessoa de forma ampla.

Este tipo de substância pode produzir um estado de sonolência, mudanças de humor, paralisar o corpo ou provocar excitação motora, entre outras coisas.

Os narcóticos são perseguidos no âmbito do desporto para evitar que os atletas tentem tirar vantagem de forma ilegítima. Um desportista que consuma narcóticos para reduzir a ansiedade estará a alterar o seu organismo para ter mais possibilidades de conseguir a vitória, o que é injusto para aqueles que só se valem do seu corpo sem ajudas extras.