Conceito de neurastenia


Set 24, 15

Dá-se pelo nome de neurastenia um problema de tipo neurótico que se atribui a uma falência do sistema nervoso. Uma forma de neurastenia é a psicastenia, cujo quadro se caracteriza pelos manifestos depressivos.

A psicastenia costuma estar incluída entre os problemas da personalidade e pode incluir diversas formas de obsessão, ansiedade e fobia. Quem sofre deste problema também tende a evidenciar comportamentos compulsivos.

A pessoa que padecer de psicastenia pode ter uma fobia que escapa da lógica, ter problemas de concentração, manifestar inconvenientes para actuar sem uma dúvida desmedida e até sentir-se agoniada pela culpa. Esta combinação de factores compõe um quadro de stress e ansiedade.

É importante destacar que a psicastenia pode ter origem por motivos psicológicos ou biológicos. A conjunção dos sintomas impede o indivíduo de conseguir ordenar os seus pensamentos, algo que deriva em problemas de memória e mesmo na expressão (tendo em conta que terá tendência a divagar). A partir desses esforços intelectuais e dos inconvenientes mencionados, o paciente pode sentir-se esgotado/cansado e, por conseguinte, ter problemas para conciliar o sono, o que agrava a sua condição.

Os psicólogos defendem que a psicastenia aparece a partir de uma diminuição da tensão psicológica, que resulta na dificuldade em finalizar as tarefas ou para completar uma ideia. Isto provoca irritabilidade, esgotamento, indecisão, insegurança e angústia.

Apesar de a psicastenia não fazer parte dos diagnósticos clínicos, os seus sintomas podem ser tratados a partir de terapia e de exercícios relacionados com a concentração.