Conceito de organismo transgénico


Fev 27, 15

O conceito de organismo pode ser usado como sinónimo de ser vivo, pois faz referência ao conjunto dos seus órgãos com as suas respectivas inter-relações. Transgénico, no que lhe diz respeito, é um adjectivo que indica aquilo que foi alterado a partir da inclusão de genes externos.

Um organismo transgénico, por conseguinte, é aquele que sofre alguma modificação das suas características através do agregado de genes correspondentes a outros organismos. Isto é possível graças ao trabalho que especialistas em genética realizam em laboratórios.

Os genes modificados podem tornar-se em hereditários, o que faz que sejam transferidos de uma geração para outra. Existem, no entanto, excepções, já que há mudanças genéticas que derivam na esterilização do organismo transgénico.

Um dos campos de investigação mais fecundos no que se refere aos organismos transgénicos é a agricultura. Esta indústria tem desenvolvido plantas transgénicas que podem resistir pragas e acções químicas, e outras às quais se adicionam vitaminas de forma artificial. Os críticos, porém, defendem que estas práticas alteram os ecossistemas e são arriscadas (nocivas) para os seres humanos e as restantes espécies.

No que toca aos animais, têm sido desenvolvidos organismos transgénicos que possibilitam avanços no âmbito da medicina (incluindo genes do ser humano em roedores, por exemplo, para encontrar a cura de certas enfermidades). Também têm sido desenvolvidos animais transgénicos que crescem com maior rapidez, o que é conveniente na criação de gado.

A engenharia genética e o desenvolvimento de novos organismos transgénicos, definitivamente, estão em pleno auge, enquanto ainda se mantém o debate sobre as suas possíveis consequências.