Conceito de palavra




Mai 21, 11 Conceito de palavra

Do latim parabŏla, a palavra é o segmento do discurso, a menor unidade semântica de um idioma. É portanto sinónimo de vocábulo ou termo.

Trata-se também da representação gráfica da palavra falada, a faculdade de falar/de se expressar/de dar a sua opinião, a aptidão oratória e o direito ou a vez para falar em assembleias políticas e outras corporações (“Peço a palavra ao Presidente”). Por outro lado, a palavra corresponde ao compromisso de alguém na medida em que dá a sua honra e a promessa ou oferta (“Dou-lhe a minha palavra” ou “O Pedro é um homem de palavra”).

Na religião, a Palavra (geralmente iniciada por uma maiúscula) designa a doutrina.

A palavra pode ser estudada a partir de diversas perspectivas. O critério fonológico define a palavra como sendo o segmento limitado por junturas ou pausas que constituem o núcleo possível de um grupo acentual.

Para o critério formal ou morfológico, em contrapartida, a palavra é a mínima forma livre, caracterizada pela possibilidade de aparecer livremente em qualquer posição da cadeia falada.

De acordo com o critério funcional, uma palavra é uma unidade dotada de uma função, ainda que existam unidades maiores e menores do que a palavra.

Por fim, de acordo com o critério semântico, a palavra é a associação de um determinado sentido e de um determinado conjunto de sons dentro de uma função gramatical.

As palavras têm numerosas classificações, seja em função da sua categoria sintáctica (substantivos, verbos, adjectivos, etc.), da sua estrutura interna (compostas, derivadas), da sua acentuação (graves, agudas, esdrúxulas) ou da sua quantidade de sílabas (monossilábicas, bissilábicas), por exemplo.

As palavras que fazem parte das categorias lexicais também se podem combinar entre si para criar novas palavras, através da composição, da derivação e da parassíntese.