Conceito de paradoxo




Mai 25, 13 Conceito de paradoxo

Um paradoxo, do latim paradoxus (que, por sua vez, tem origem na língua grega), é uma figura retórica que consiste na utilização de expressões que envolvem uma contradição. Significa que, para além das condições contraditórias, os factores apresentados são válidos, reais ou credíveis.

Exemplos: “É uma pessoa tão pobre que a única coisa que tem é imenso dinheiro”, “A bondade dos seus actos só acabou por gerar um grande mal”, “Para chegar rápido, nada melhor do que ir devagar”.

Os paradoxos também são ideias opostas à opinião e ao sentir habitual das pessoas. As asserções absurdas que se apresentam como sendo verdadeiras podem receber a denominação de paradoxo.

Algumas situações da vida são paradoxais perante o absurdo ou a injustiça: “Que paradoxo: trabalhou toda a vida para comprar uma casa e, um dia depois de se mudar, faleceu de um ataque cardíaco”, “É paradoxal que os simpatizantes continuem a apoiar um treinador que já perdeu dez jogos consecutivos”.

Um paradoxo muito popular é a frase “Esta oração é falsa”. Se a oração for realmente falsa, o enunciado em si é verdadeiro (já que a oração é falsa). Contudo, se a falsidade enunciada for real, a oração nunca pode ser falsa.

Algo similar ocorre com a expressão “Digo sempre mentiras”. Se a pessoa em questão disser algo, o lógico é que seja mentira (já que mente sempre). Mas a mesma frase nega-se a ela própria (se digo sempre mentiras, quando asseguro que minto, estou a mentir: portanto, estarei a dizer a verdade?).