Conceito de peixe


Mar 17, 15

Peixe é um conceito que deriva do latim piscātus. Trata-se do nome que recebe o animal que, uma vez extraído do seu habitat (oceano, rio, lago, etc.), pode tornar-se em alimento para o ser humano.

Para obter peixe, por conseguinte, há que pescar. A pesca pode realizar-se de diversas maneiras, tanto a nível artesanal como industrial. Enquanto uma pessoa pode capturar uns poucos peixes com uma cana de pesca ou uma rede, os grandes barcos pesqueiros pescam toneladas de peixe e permitem o desenvolvimento de uma indústria milionária. Aqueles que desejam comer peixe, por outro lado, podem comprá-lo numa peixaria ou num mercado.

Os peixes costumam classificar-se como azuis (os animais que têm um elevado nível de gordura, como a sardinha ou a cavala) ou brancos (de pouca gordura: o abadejo, a pescada e outros).

Ainda que as características variem consoante a espécie, os peixes, em geral, apresentam um grande nível de minerais e vitaminas. Graças ao fósforo, ao zinco, os ácidos gordos conhecidos como ómega 3 e outros nutrientes que albergam na sua carne, os nutricionistas costumam recomendar a ingestão habitual de peixe.

Apesar destes benefícios para a saúde, o consumo de peixe em muitos países do mundo ocidental é limitado por diversos motivos. Por um lado, a sua carne proporciona uma saciedade inferior à das restante carnes, o que obriga a ingerir mais. Por outro lado, o peixe descompõe-se com grande rapidez, uma particularidade que exige maiores esforços de conservação.

As maneiras de comer peixe são múltiplas: pode ser comido cru (como no sushi), frito, estufado e de outras maneiras, de acordo sobretudo com o tipo de peixe.