Conceito de pericárdio


Mar 24, 15

O pericárdio é um saco membranoso que envolve o coração. O conceito procede da língua grega e diz respeito a duas camadas que revestem tanto o dito órgão como as raízes dos seus principais condutos sanguíneos.

Esta bolsa, que se encontra no mediastino médio, pode dividir-se em pericárdio fibroso (a camada externa) e pericárdio seroso (a camada interna). O ligamento pericardiofrénico, no que lhe diz respeito, liga-o ao diafragma.

O pericárdio fibroso, de aspecto cónico, tem a sua base articulada ao diafragma. Graças à sua presença, o movimento de distensão do coração encontra um limite. O pericárdio seroso, no que lhe diz respeito, pode dividir-se em parietal e visceral, duas regiões que têm a sua separação na cavidade pericárdica.

É importante salientar que, entre ambas as camadas, há um fluido que se encarrega da lubrificação destes elementos. Graças a este elemento lubrificador, o coração consegue realizar os movimentos de contracção com maior facilidade.

Existem diversos inconvenientes que se podem apresentar no pericárdio. Quando se acumula líquido na bolsa, diz-se que há um derrame pericárdico, que provoca pressão sobre o coração e dificulta o seu normal funcionamento. As consequências desta acumulação podem levar a um tamponamento pericárdico, capaz de provocar a morte. Diversas causas, por outro lado, podem causar uma inflamação do pericárdio que se denomina pericardite.

Entre os sintomas que podem reflectir um problema no pericárdio, destacam-se os inconvenientes para a respiração, sensações de incómodo na zona do peito e palpitações. O tratamento destes transtornos dependerá do problema em questão.