Conceito de perplexidade


Out 29, 14

Perplexĭtas é o vocábulo latino que deu origem a perplexidade, um termo da nossa língua que se usa em referência ao desconcerto ou à indecisão que uma pessoa tem relativamente a algo.

Quem está perplexo, por conseguinte, não sabe que decisão tomar ou como resolver uma determinada situação. Exemplos: “Ainda não consigo sair da minha perplexidade: A sério que saltou do piso novo?”, “A perplexidade pela notícia deu passagem à indignação e à fúria”, “Ao ver o quadro, o ministro não foi capaz de dissimular a sua perplexidade”.

Em geral, a perplexidade acontece perante um facto que causa comoção. Trata-se de situações que causa surpresa ou impacto e que, por conseguinte, impedem que o indivíduo reaja de forma rápida ou fluida. Suponhamos que um executivo vai participar numa reunião de negócios com um possível sócio. Ao chegar ao local de encontro, estende a mão para cumprimentar a outra pessoa, mas esta responde cuspindo-lhe na cara. A perplexidade, sem dúvida, apoderar-se-á do executivo, o qual ficará descolocado perante a reacção.

Isto permite-nos compreender que a perplexidade também surge quando algo é contrário ao esperado. Se alguém for a um concerto de música clássica e os músicos estiverem vestidos de calças de couro e botas com tachas, ficará perplexo.

No âmbito da teoria da informação, por outro lado, a perplexidade constitui um tipo de medida vinculada à distribuição de probabilidades. Um modelo probabilístico, posto isto, tem uma certa perplexidade.