Conceito de produto




Ago 15, 12 Conceito de produto

Do latim productus, chama-se produto àquilo que tenha sido alvo de fabrico (isto é, que tenha sido fabricado ou produzido). Esta definição do termo é bastante abrangente e permite que objectos muito diversos se englobem dentro do conceito genérico de produto. Posto isto, uma mesa, um livro e um computador, por exemplo, são considerados produtos.

Para o marketing, um produto é um objecto que é colocado/disponibilizado num mercado com a intenção de satisfazer aquilo de que necessita ou que deseja um consumidor. Neste sentido, o produto transcende a sua própria condição física e inclui a percepção sentida pelo consumidor aquando da aquisição/compra (atributos simbólicos, psicológicos, etc.). O produto não material, por sua vez, denomina-se serviço. Por exemplo: um computador e um modem são produtos; a conexão à Internet é um serviço.

Os produtos têm um ciclo de vida. Ao serem lançados no mercado, as empresas devem realizar grandes investimentos em publicidade para que as pessoas tenham conhecimento do produto. Quando o produto alcança o êxito, experimenta uma fase de crescimento. Depois, segue-se a fase da maturidade (a maioria dos consumidores potenciais já compraram o produto) e, finalmente, a fase de declínio (a procura reduz ao seu mais baixo nível).

Na matemática, o produto é uma noção aritmética que indica a quantidade resultante de uma multiplicação: 8×4= 32. Neste caso, 32 é o produto de multiplicar 8 por 4.

As quantidades que se multiplicam recebem o nome de factores. O multiplicando é o algarismo devendo ser multiplicado por outro, ao passo que o multiplicador corresponde à quantidade de vezes que se deve multiplicar o multiplicando.