Conceito de pronome demonstrativo


Jan 29, 14

Os pronomes (do latim pronōmen) são um tipo de palavra que não tem referente fixo, uma vez que se determina em função da relação estável com outras palavras já referidas. Um pronome, por conseguinte, substituiu o substantivo e pode referir-se a pessoas, objectos ou coisas extralinguísticas.

Os pronomes demonstrativos são aqueles que cumprem uma função deíctica ou mostrativa; isto é, permitem distinguir e nomear elementos que tenham sido mencionados anteriormente (sem necessidade de os repetir).

Estes pronomes classificam-se conforme sejam próximos ou distantes e sejam variáveis ou invariáveis.
Existem os pronomes demonstrativos variáveis e que indicam uma situação próxima: “este”, “esta”, “estes”, “estas”. Exemplos: “Este (carro) está mal estacionado”, “Esta (tarte) é deliciosa”, “Estas (sandálias) combinam com as calças vermelhas”, “Estes (livros) parecem antigos”.

Depois, seguem-se aqueles que indicam uma situação intermédia ou distante: “esse”, “essa”, “esses”, essas”. Exemplos: “Chega-me, por favor, esse (o pastel)”, “Essa (saia) era da minha avó”, “Eu gostava de comprar uma dessas (canetas)”, “Esses (faróis) iluminam pouco”.

Ainda dentro dos pronomes demonstrativos variáveis, há aqueles que indicam uma situação longínqua: “aquele”, “aquela”, “aqueles”, “aquelas”. Exemplos: Aquele (quadro) foi pintado por Monet”, “Aquela (porta) está mal fechada”, “Aqueles (óculos) parecem usados”.

Por fim, existem os pronomes invariáveis: “isto”, “isso”, “aquilo”. Exemplos: “Isto (o leite) está a ferver”, “Prefiro isso àquilo”.

Cabe destacar que, quando o substantivo é explícito, o pronome demonstrativo deixa de funcionar como tal e passa a ser um determinante demonstrativo: “Esse é meu” (pronome), “Esse caderno é meu” (determinante).