Conceito de prosperidade




Fev 04, 14 Conceito de prosperidade

Prosperidade, do latim prosperĭtas, é o êxito naquilo que se empreende, a boa sorte naquilo que acontece ou o curso favorável das coisas. Exemplos: “Brindemos à prosperidade deste jovem casal que decidiu enveredar por um novo rumo”, “Parece um negócio seguro, mas nada garante a prosperidade”, “Este país poderia gozar de prosperidade, mas os seus dirigentes deixaram-no em ruínas”.

A prosperidade tende a ser associado à riqueza económica e à abundância de bens. A quantidade de riqueza ou dinheiro que se pode considerar abundante, porém, é subjectiva. Por isso, pode definir-se a prosperidade como sendo o bem-estar material que permite livrar a pessoa das angústias económicas.

Uma visão menos materialista ressalva que muitas pessoas têm riquezas mas não a prosperidade, já que não se sentem afortunadas nem acreditam no curso favorável das coisas. Efectivamente, as suas preocupações económicas não se esgotam, uma vez que dedicam o seu tempo a pensar em investimentos, aforros (poupanças), etc.

Por isso, pode-se dizer que a prosperidade consiste em ter aquilo que uma pessoa quer e precisa para a sua vida, seja no plano material, seja no plano espiritual ou em ambos.

Isto significa que uma pessoa pode ter muito dinheiro, varias contas bancárias, três carros e uma mansão e, no entanto, não se sentir próspera. No entanto, um sujeito que trabalha dez horas por dia e vive apenas com o básico pode assegurar que goza da prosperidade. Isto não impede, no entanto, que um individuo que não consiga satisfazer as suas necessidades materiais básicas jamais poderá sentir-se próspero, já que os seus direitos humanos se encontram vulnerados.