Conceito de protoplasma


Set 30, 15

Segundo os dicionários, os termos protoplasma e citoplasma funcionam como sinónimos, referindo-se à zona da célula (e aos órgãos que esta aloja) situada entre o núcleo e a membrana plasmática.

Os especialistas em biologia, em contrapartida, reconhecem algumas diferenças de importância entre ambas as noções. O protoplasma, neste sentido, refere-se à totalidade da estrutura da célula, incluindo o citoplasma e o carioplasma (o meio interno de certas células, onde ficam alojados os nucléolos).

Se ficarmos com esta última acepção, por conseguinte, o protoplasma abarca o citoplasma e o núcleo. O conceito refere-se ao material vivo que se situa na célula, agrupado em várias estruturas. O citoplasma, assim sendo, fica então limitado a uma certa parte do protoplasma que, nas células eucariotas, se encontra entre a membrana plasmática e o núcleo.

O protoplasma é constituído formado maioritariamente por água. Também tem hidratos de carbono, proteínas, enzimas, lípidos e electrólitos, componentes que lhe permitem desenvolver diversas funções a nível metabólico.

Pode-se dizer que o protoplasma é uma mistura organizada de várias substâncias, as quais podem estar no seu estado sólido ou dissolvidas na água e que costumam estar num processo permanente de transformação no interior da célula.

Proteger os diferentes órgãos do corpo, actuar como um depósito de energia, transportar oxigénio, regular as propriedades térmicas e propiciar numerosas reacções químicas são algumas das tarefas que cumpre o protoplasma no organismo.