Conceito de PVC


Ago 10, 15

PVC é a denominação pela qual se conhece o policloreto de vinilo, um plástico que surge a partir da polimerização do monómero de cloroetileno (igualmente conhecido como cloreto de vinilo). Os componentes do PVC derivam do cloreto de sódio e do gás natural ou do petróleo, e incluem cloro, hidrogénio e carbono.

No seu estado original, o PVC é um pó amorfo e esbranquiçado. A resina que resulta dessa polimerização é um plástico que pode ser usado de diversas formas, uma vez que permite produzir objectos flexíveis ou rígidos.

Uma das propriedades mais interessantes do PVC é o facto de ser termoplástico: ao ser submetido ao calor, fica macio e pode-se moldar facilmente. Arrefecendo, recupera a solidez anterior sem perder a nova fisionomia.

O PVC é usado para fabricar brinquedos, embalagens, tubagens, cabos e janelas, entre muitos outros produtos. Por ser mais económico e duradouro (resistente) do que outros materiais, o seu uso passou a impor-se em todo o mundo.

É importante destacar que muitos grupos ecologistas condenam a utilização de PVC. De acordo com as denúncias, o processo de produção de PVC implica a emissão de gases contaminantes e a geração de águas residuais. Os aditivos que são adicionados para lhe conferir diversas propriedades, por outro lado, podem ser cancerígenos.

Os produtores de PVC, claramente, rejeitam as queixas, afirmam que as emissões poluidoras são equivalentes às de outros materiais e defendem que o PVC é reciclável. Por isso, asseguram que as críticas feitas ao PVC obedecem a motivos políticos e económicos.