Conceito de quiromassagem


Set 30, 15

Dá-se o nome de quiromassagem à massagem praticada manualmente como parte de uma terapia. Posto isto, uma quiromassagem distingue-se daquelas realizadas com diversos instrumentos ou dispositivos.

Quando um quiromassagista exerce uma pressão sobre uma zona do corpo na qual o paciente sente dor ou se queixa, ocorre uma resposta reflexa que permite apaziguar a dor. A pressão táctil e a fricção também podem impulsar outros mecanismos, como reduzir a sensação de cansaço ou modificar o estado de humor.

É importante destacar, porém, que o campo das quiromassagens é bastante abrangente. A comprovação científica dos seus efeitos costuma ser difícil de levar a cabo: por isso, a medicina não costume reconhecer as quiromassagens como tratamentos válidos para doenças ou patologias.

Há que ter em conta que alguém que queira fazer uma quiromassagem ao seu companheiro com vista a ajudá-lo a relaxar não conta com os mesmos conhecimentos que um fisioterapeuta que exerça uma massagem a um paciente para favorecer a recuperação muscular depois de um esforço, só para mencionar um caso. Às quiromassagens também são reconhecidos benefícios para a circulação sanguínea e a capacidade de melhorar/promover a mobilidade de tecidos lesionados.

Embora sejam difíceis de quantificar, de uma forma geral, os benefícios psicológicos são bem aceites. O contacto entre a mão do quiromassagista e a pele da outra pessoa costuma ser relaxante e proporcionar prazer, o que ajuda a eliminar tensões e a reduzir o stress.

Há que salientar que as quiromassagens têm determinadas contra-indicações: não devem ser realizadas sobre feridas abertas, hematomas de origem recente ou queimaduras, por exemplo.

As massagens relaxante, tonificante, desportiva e a drenagem linfática são alguns tipos de quiromassagem.