Conceito de reger


Jan 01, 16

Reger é um verbo que tem a sua origem etimológico no vocábulo latino regĕre. O termo faz referência à acção de administrar, dispõe, gerir ou decretar.

Exemplos: “O ministro eleito vai encarregar-se de reger os destinos do país durante os próximos quatro anos”, “A lei recentemente aprovada pelos legisladores começará a reger assim que for publicada no Jornal Oficial”, “As autoridades informaram que uma vez começou a reger o horário invernal no transporte público”.

É habitual que reger se use com referência ao exercício do poder por parte de um governante ou de uma autoridade. Efectivamente, o individuo que governa é chamado regedor, conceito que se pode usar como sinónimo de intendente, alcalde ou presidente da câmara/junta.

Quem rege uma organização, toma as decisões mais importantes relativamente ao seu funcionamento, estrutura, etc. O dono de uma empresa, só para citar uma possibilidade, rege a existência da mesma através da contratação e o despedimento de empregados, os investimentos, a idealização das estratégias corporativas e outras disposições.

A ideia de reger também se pode referir à vigência ou implementação de algo. Uma normativa começa a reger quando é sancionada e os seus preceitos começam a ter validez (isto é, uma vez que sejam aplicados). Os directores de um clube de futebol podem anunciar em Março que, a partir do dia 1 de Abril, só poderão assistir ao estado os sócios que pagarem um montante adicional à quota. Desta forma, apesar de o anúncio ter sido publicado em Março, a nova norma recém-instaurada começar a reger no mês seguinte.