Conceito de sangrento


Fev 08, 17

O adjectivo sangrento é usado para qualificar aquilo ou quem é cruel ou feroz ou que envolve sangue.
Por exemplo: “Esta sangrenta guerra já vitimou milhares de vidas”, “Um sangrento confronto entre a polícia e um grupo de delinquentes acabou com três mortos e cinco feridos”, “Os refugiados encontram-se imersos numa sangrenta batalha pelo domínio territorial da zona”.

Una situação recebe a qualificação de sangrenta a partir do momento em que implica um derrame de sangue. Suponhamos que dois grupos de jovens, à saída de uma discoteca, se envolvem numa briga. Estas pessoas têm armas brancas e desatam a apanhar objectos cortantes e incisivos que encontram na via pública: pedras, garrafas, etc. Como resultado da briga, dois adolescentes falecem e outros seis acabam hospitalizados. Face a este terrível balanço, pode-se dizer que se tratou de uma briga sangrenta.

Às vezes, o qualificativo de sangrento é usado para enfatizar os efeitos trágicos de um conflito armado ou de uma beligerância. Uma guerra, só para citar um caso, é sempre sanguinária. No entanto, se o número de vítimas mortais e as consequências sociais graves forem elevadas mesmo tendo em conta as características habituais destas hostilidades, os meios de comunicação podem aludir a uma guerra sangrenta.

Por sangrento entenda-se também aquilo que é simbólico e referir-se à falta de contemplações ou considerações. Um divórcio sangrento, neste âmbito, é aquele em que os membros do casal que se estão a separar se vão aproveitar das misérias do outro e recorrem a todo o de recursos para obter uma vantagem.