Conceito de semiótica




Fev 22, 12 Conceito de semiótica

A semiótica é a teoria geral dos signos. Esta ciência trata do estudo dos signos na vida social, à semelhança da semiologia. Ambos os conceitos são considerados sinónimos pelo dicionário da Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, ainda que os especialistas estabeleçam algumas diferenças.

Alguns sustentam que a semiótica inclui todas as restantes ciências que se dedicam ao estudo dos signos em determinados campos do conhecimento. A semiótica, neste sentido, aparece como uma ciência do funcionamento do pensamento, destinada a explicar como é que o ser humano interpreta o entorno/ambiente envolvente, cria conhecimento e partilha o mesmo.

Outros especialistas definem a semiologia como sendo a ciência que trata dos estudos associados à análise dos signos em geral, tanto linguísticos (relacionados com a semântica e a escrita) como semióticos (os signos humanos e da natureza).

Por signo linguístico entende-se a associação mais importante na comunicação humana. É formado por um significante (a imagem acústica) e um significado (uma ideia que se tem em mente relativamente a uma palavra qualquer). Para Charles Peirce (1839-1914), o signo é uma entidade composta pelo significante (o suporte material), pelo significado (a imagem mental) e pelo referente (o objecto real ou imaginário a que o signo faz alusão).

As características fundamentais do signo linguístico são a arbitrariedade, a mutabilidade, a imutabilidade e a linearidade.

No âmbito da medicina, por fim, a semiótica é a área que se dedica ao tratamento dos sinais/sintomas das doenças/patologias com base no diagnóstico e no prognóstico.