Conceito de sistema educativo


Out 26, 15

A educação consiste na socialização das pessoas através do ensino. Através da educação faz-se com que o individuo adquira certos conhecimentos que são essenciais para a interacção social e para o seu desenvolvimento no seio de uma comunidade.

O sistema educativo tem por base a transmissão de valores e saberes. Esquematizando o processo da forma mais simples, temos uma pessoa (que pode ser um docente, uma autoridade, um pai de família, etc.) que se encarrega de transmitir esses conhecimentos para outra ou outras. Há, por conseguinte, um sujeito que ensina e outros que aprendem.

A realidade, no entanto, é mais complexa. O processo educativo não costuma ser unidireccional, pois é interactivo: aqueles que andarem a aprender, também podem ensinar. Desta forma, o conhecimento constrói-se de forma social.

Não menos importante é saber que cada processo educativo se divide em várias etapas diferentes. Posto isto, no caso de Portugal, por exemplo, o sistema é composto por estas fases:
-Ensino Infantil (ou pré-primário), que compreende crianças entre 0 a 6 anos de idade.
-Ensino Primário (ou básico 1º ciclo), que compreende alunos com idades compreendidas entre 6 e os 10 anos.
-Ensino Preparatório (ou básico 2º e 3º ciclos), direccionado aos menores dos 11 aos 16 anos.
-Ensino Secundário, que abrange os alunos dos 16 aos 18 anos

Seguindo-se depois os graus universitários, levados a cabo já por maiores de idade.

A nível formal, decorre em estabelecimentos de ensino como escolas ou universidades, contando com docentes profissionais, programas de estudo aprovados pelo Estado e sistemas de avaliação que exigem que o aluno cumpra determinados objectivos. A tudo isto há que acrescentar outras características importantes da formal, como acontece como as que se seguem:
-É sistematizada e graduada.
-Tem uma clara delimitação com base em critérios cronológicos.

O sistema educativo informal, ainda assim, pode desenvolver-se no conforto do lar, na rua ou até mesmo de forma autodidacta. Os conhecimentos que assimilam aqueles que aprendem, neste caso, não estão sistematizados.

O sistema educativo pode nomeadamente desenvolver-se à distância, sem que as pessoas envolvidas no mesmo estejam presentes (cara à cara) ou tenham um contacto pessoal.

Estes processos, em suma, permitem que os indivíduos que aprendem, assimilem informação necessária para se desenvolverem de forma bem-sucedida a nível social, adquirindo valores e padrões comportamentais.