Conceito de tautologia




Ago 15, 12 Conceito de tautologia

Tautologia é um termo que deriva de um vocábulo grego e que se refere à repetição de um mesmo pensamento através de expressões diferentes. Uma tautologia, para a retórica, é uma afirmação redundante.

As tautologias são frequentemente consideradas como um erro na linguagem ou uma falta de estilo. Porém, é possível recorrer às tautologias para dar ênfase a uma determinada ideia. Por exemplo: “Posso confirmar que o acusado é culpado porque vi o assassinato com os meus próprios olhos”. Trata-se de uma tautologia, tendo em conta que vemos sempre com os nossos próprios olhos (ou, por outras palavras, é impossível vermos algo com os olhos dos outros).

Outras tautologias são “Vou subir para cima para buscar um livro e já volto” o “Tenho de sair lá fora para regar as plantas”. Sempre que se sobe é para cima; de igual modo, sair implica mudar-se para fora de algo ou de algures. Posto isto, estas frases carecem de sentido e acabam por ser desnecessárias para a compreensão.

Quando a tautologia constitui uma explicação redundante que não oferece qualquer novidade/informação, fala-se então de lapalissada (ou obviedade): “Aquilo que escrevi, escrevi-o”. A expressão em que aparecem termos redundantes (como “subir acima/para cima” ou “sair lá fora/para fora”), por outro lado, recebe o nome de pleonasmo.

No âmbito da lógica, uma tautologia é uma fórmula de um sistema que é verdadeira para qualquer interpretação. Noutros termos, trata-se de uma expressão lógica que é verdadeira para todos os possíveis valores de verdade dos sus componentes atómicos.