Conceito de taxa de inflação




Fev 06, 13 Conceito de taxa de inflação

A inflação é um aumento sustentado dos preços dos bens e dos serviços. Uma taxa, por sua vez, é um coeficiente que exprime a relação entre duas grandezas. Ambos os conceitos permitem-nos abordar a noção de taxa de inflação, que reflecte o aumento percentual dos preços num determinado período de tempo.

Por exemplo: um quilo de açúcar custava 1 (um) euro em Janeiro e aumentou para 2 (dois) euros em Fevereiro, a inflação mensal sobre esse produto foi de 100%. Isso significa que os consumidores tiveram de pagar mais 100% em Fevereiro em comparação com o valor pago em Janeiro.

A inflação, por conseguinte, compromete o poder de compra das pessoas e enfraquece o salário. Havendo uma elevada taxa de inflação, o salário não permite comprar tantos produtos. Assim sendo, apesar de ganharem o mesmo, os consumidores passam a comprar menos.

Se os preços subirem gradualmente, fala-se de inflação moderada. Quando a taxa aumenta de dois ou três algarismos por ano, está-se perante uma inflação galopante. A hiperinflação, finalmente, é uma subida de preços de cerca de 1000% por ano.

Há vários factores para o surgimento de inflação. A inflação de procura ocorre quando o sector produtivo não consegue adaptar a sua oferta à procura geral e, portanto, decide aumentar os seus preços.

A inflação de custos, no entanto, tem lugar quando aumentam os custos para o lado dos produtores (devido ao aumento dos salários, dos impostos ou das matérias-primas) e estes, por sua vez, transferem esses aumentos para os preços com o objectivo de continuarem a ter lucros.

No caso da inflação auto-construída, esta surge quando os produtores se antecipam relativamente um possível aumento dos preços futuros, com um ajuste de seu comportamento actual.